Posts com Tag ‘Arqueologia’

Descoberta de calendário maia confirma “data final” em 20122

Por Rossella Lorenzi

Uma antigo inscrição foi encontrada em uma floresta da Guatemala, confirmando a “data final” do calendário maia em 21 de dezembro de 2012.

Considerado um dos hieróglifos mais significativos encontrado em décadas, a inscrição de 1.300 anos contém a segunda referência conhecida à “data final”, mas não prevê o fim do mundo.

“O texto versa sobre a história da política daquela época, não uma profecia”, explica Marcello A. Canuto, diretor do Instituto de Pesquisas Mesoamericanas da Universidade de Tulane, em New Orleans.

Esculpida em uma escada de pedra, a inscrição foi encontrada nas ruínas de La Corona, nas selvas densas do noroeste da Guatemala, por uma equipe internacional de arqueólogos chefiados por Canuto e Tomás Barrientos, da Universidade del Valle de Guatemala.

Os arqueólogos fizeram a descoberta quando escavaram diante de um edifício em ruínas, danificado há quase 40 anos por saqueadores que procuravam pedras e túmulos.

“Sabíamos que eles tinham encontrado algo importante, mas acreditávamos que haviam deixado algo para trás”, afirma Barrientos.

De fato, os arqueólogos não só recuperaram dez pedras hieroglíficas descartadas, mas um objeto que os saqueadores sequer notaram: um degrau intocado, com doze pedras primorosamente esculpidas, ainda em sua posição original.

Formada pelo degrau recém-descoberto e os demais blocos saqueados, a escada original continha 264 hieróglifos, o mais longo texto maia conhecido e o maior já encontrado na Guatemala.

Segundo David Stuart, diretor do Centro Mesoamericano da Universidade do Texas em Austin, que decifrou os hieróglifos, a inscrição relata 200 anos da história de Corona.

Com 56 hieróglifos delicadamente esculpidos, a pedra que se refere ao ano de 2012 comemorava uma visita real a La Corona (que os antigos mais chamavam de Saknikte’), realizada pelo governante Yuknoom Yich’aak K’ahk’, da grande capital maia de Calakmul, em 29 de janeiro de 696 d.C.

Também conhecido como Garra de Fogo ou Pata de Jaguar, Yuknoom Yich’aak K’ahk’ havia sofrido uma derrota militar no ano anterior, durante uma guerra com uma inimiga de longa data de Calakmul, a cidade de Tikal (onde hoje situa-se Peten, na Guatemala).

“Os estudiosos acreditavam que o rei de Calakmul havia morrido ou sido capturado nessa batalha, mas o novo texto La Corona revela outra versão”, explica Stuart.

Após a derrota, o governante maia visitou La Corona e talvez outros aliados na tentativa de acalmar seus temores.

Para os arqueólogos, a referência a 2012 seria uma estratégia política do rei de Calakmul para recuperar a confiança de La Corona depois da fragorosa derrota.

A chave para entender a referência a 2012 está em um título peculiar que o rei concedeu a si mesmo, afirmam os pesquisadores.

No texto, ele se intitula “senhor do 13º K’atun”, o rei que presidia e celebrava um importante ciclo do calendário maia no ano de 692.

Para exaltar sua figura e conferir longevidade a seu reinado, o rei maia associou seu nome a uma data no futuro, o próximo período em que o calendário maia retornaria ao número 13: 21 de dezembro de 2012.

Descoberta de calendário maia confirma “data final” em 2012

“Foi uma época de grande turbulência política, e esse rei achou por bem adotar um ciclo de tempo mais longo, que terminava em 2012”, esclarece Stuart.

A descoberta é coerente com a única outra referência à data final nas antigas inscrições maias: o Monumento 6, de Tortuguero, México.

“Essa inscrição revela que, em tempos de crise, os antigos maias utilizavam o calendário para promover a continuidade e a estabilidade, e não para prever o Apocalipse”, conclui Canuto.

Fotos: AP

Fonte: Discovery Brasil

Como ainda há muito que ser explicado sobre o alegado objeto no fundo do Mar Báltico, continuaremos publicando notícias sobre ele, à medida que elas chegam até nós.

Veja o vídeo abaixo, com legenda em português, sobre uma reportagem a respeito de anomalias causadas nos equipamentos eletrônicos dos mergulhadores, quando estes se aproximavam do objeto:

Fonte do vídeo: 

Se você ainda não sabe a respeito deste alegado misterioso objeto, clique no seguinte link para um histórico: Mar Báltico.

n3m3

Colaboração: Ronald Luso

Fonte: OVNI Hoje!

A Lança dos Reis

Também conhecida como a Lança Sagrada de Longino, esta lança tem uma história sangrenta, sendo lembrada principalmente por ter sido usada para usada pelo centurião romano para perfurar o corpo de Jesus quando ele foi tirado da cruz, logo após a crucificação.

Diz a lenda que a lança foi encontrada durante a Primeira Cruzada, por Pedro Bartolomeu, um monge de Antioquia. De acordo com Bartolomeu, ele teria recebido a visita de Santo André que lhe disse que a lança estava na igreja de São Pedro. Logo após conquistar a cidade, Bartolomeu encontrou, durante uma escavação, a lança.

Carlos Magno (742-814), o primeiro Sacro Imperador Romano, atribuiu suas diversas vitórias à esta lança. Ele morreu após deixar a lança cair de sua mão, quando o cavalo levantou jogando-o no chão. O Imperador RomanoFrederico Barbarossa (1122-1190) acabou tendo um fim semelhante. Enquanto atravessava um rio ele acabou deixando a lança cair, sendo morto posteriormente. Acredita-se que pelo menos 45 imperadores chegaram a ter a posse da lança.

A Lança e Adolf Hitler

Incrustada de ferrugem, em formato de uma folha, a lança foi colocada em uma “bainha de couro” em uma plataforma vermelha de couro e posteriormente, em 1913, foi exposta no museu de Hofburg, em Holdenplatz, Viena, até que caiu nos encantos de Adolf Hitler , na época com 19 anos. Ao ver a lança ele disse:

(…) seu guia apontou para uma ponta de lança (…) e então ouvi as palavras que mudaram a minha vida : “” Há uma lenda associada a esta lança, quem a reclamar e resolver seus segredos, terá o destino do mundo em suas mãos, para o bem ou para o mal””.

Após ver a lança Hitler também teve uma visão de seu futuro:

“Uma janela no futuro foi aberta para mim pela qual eu vi, em um único lampejo de iluminação, um evento futuro que soube, além da contradição, que o sangue em minhas veias um dia se tornaria o veículo do espírito comum de meu povo…”

Acredita-se realmente que tenha sido uma visão de seu futuro, já que ele se viu “entrando em Viena em triunfo no dia em que a Áustria foi assimilada ao Reich, em 12 de março de 1938”. Então Hitler mandou levar as relíquias de Hofburg para Alemanha em um “trem blindado”.

A mesma história porém acabou se repetindo, como todos que tiveram a lança em seu poder, Hitler acabou perdendo seu poder. Em 30 de abril de 1945, Nuremberg e Berlim, considerada a “poderosa capital da Alemanha Nazista” A lança sempre atraía a cobiça, causava fascínio em quem a via. Desta vez quem ficou encantado com a lança foi George S. Paton, general e comandante americano, que acabou optando por criar um “santuário subterrâneo” para guardar a lança, em Nuremberg. Desde então os Estados Unidos se tornaram os “guardiões da lança”.

A Águia e a Lança

 
A águia é descrita como um símbolo dos conquistadores, indo por todo o mundo e “expandindo uma sombra atemorizante”. Mas o que poucos sabem é que por trás de tudo isto tinha uma “seita hermética”, que utilizava objetos de simbolismos de diversas culturas antigas em rituais mágicos de iniciação.

A lança do destino é considerada um “grande objeto de culto ao nazismo”e, agora havia subitamente transformado os Estados Unidos em uma das maiores potências do mundo. Em poucos meses os Estados Unidos conseguiram “desenvolver e utilizar” a bomba atômica, lhe dando mais poder ainda.

Mas quando tudo parecia se repetir, uma decisão do general Dwight D. Eisenhower, em 1946, mudou o rumo da história. Eisenhower ordenou que todas as joias da “Casa Real dos Hapsburg” voltassem ao seu lugar de origem, inclusive a lança. Hoje a lança do destino permanece segregada na “Casa do Tesouro de Hofburg”, em Viena, longe da ambição dos loucos.

A lança que causou o ferimento no corpo de Jesus e responsável por“APENAS UMA VEZ” consentir um milagre a quem a possuía, ainda guarda consigo um grande mistério, mas deixa a lição: “Nada nem ninguém nos pertence! Não se pode ambicionar aquilo a que todos têm direito: a Terra”.

“Toda mão que o empunhar para ferir, um dia – e forçosamente – virá a ser ferida!”.

Adaptado de enigmasemisterios

Fonte: Mídia Illuminati

Via: Nos dias de Noé

 Observação Inicial do Geração Paranóia:

Nas últimas semanas temos divulgado várias opiniões sobre tal “anomalia”, alguns que acham que é apenas uma falsa propaganda, outros que acham que é uma estrutura alienígena e os demais, bom, não sabem o que são essas estruturas e nós do “GP” também não sabemos, mas divulgaremos ambas as visões de nossos parceiros e suas teorias, abaixo segue o artigo do OVNI Hoje:

Clique na imagem para ampliá-la.

Já não é novidade para os leitores assíduos do OVNI Hoje a saga envolvendo a descoberta do misterioso objeto no fundo do Mar Báltico, pela equipe de caçadores de tesouros sueca. (Para um histórico dos eventos, acessar o seguinte link:

http://ovnihoje.com/2012/06/equipe-do-the-ocean-explorer-finalmente-ancorada-acima-do-misterioso-objeto-no-fundo-do-mar-baltico/).

Ao contrário do que se esperava, muitas perguntas e dúvidas foram geradas pelas pouquíssimas informações dadas pela equipe dos exploradores após seu mergulho até o local onde se encontra o que muitos têm chamado de OVNI.

Até mesmo a mídia corporativa internacional se interessou pela história, e abaixo está uma súmula das informações colocadas no famoso site de notícias estadunidense FoxNews:

Os exploradores suecos colocaram de lado a especulação de que uma espaçonave estava no fundo do Mar Báltico — mas de qualquer forma eles adicionaram combustível a respeito do que poderia ser este objeto.

FoxNews.com deduziu a partir do que Peter Lindberg, o líder da equipe de exploradores falou, que o objeto seria algum tipo de formação geológica natural.

Um cientista teria dito: “Obviamente não se trata de uma espaçonave alienígena.  Não é feita de metal“.  Porém Lindberg diz que poderia ser uma nave alienígena se os ETs tivessem decidido tê-la construído de rochas similares a meteoritos.  “Quem disse que eles tinham que usar metal?” ele brincou.  “A viagem levantou muitas questões“.

Os cientistas ainda estão examinando a filmagem da expedição, mas parece que seja mesmo uma pedra gigante.

Um fato intrigante a respeito da rocha é que ela não está coberta de lodo.  Ordinariamente rochas no fundo do mar são cobertas de lodo, disse Lindberg.

Ainda mais misterioso para uma formação aparentemente natural é o fato de que o objeto principal em forma de disco “parece possuir linhas e caixas desenhadas sobre ele“, disse Lindberg.  “Também há arestas retas“.

Os mergulhadores ficaram limitados em sua visão pela falta de iluminação, que lhes dava um alcance de no máximo um metro.

A superfície do objeto também tem algumas rachaduras“, disse Lindberg.  “Há um tipo de material preto nas rachaduras, mas não sabemos o que é“.

Adicionando ainda mais mistério ao caso, parece haver um tipo de pilar que está segurando o objeto de 60 metros de diâmetro. “O pilar tem 8 metros de altura“, adicionou Lindberg.

Ainda há muito que ser estudado e explicado a respeito deste objeto misterioso, se é que isso tudo não se trata de um golpe publicitário. Todo o suspense gerado, não só pela falta de informações, mas também pelas informações conflitantes, só está contribuindo para mais especulações e teorias conspiratórias.

n3m3

Fonte das informações: www.foxnews.com

Colaboração: efraim jerszurki

Via: OVNI Hoje!

Como esperado, tudo não passou de propaganda enganosa.

As evidências apresentadas pela Ocean X não condizem com estas imagens, de acordo com o que foi divulgado a equipe encontrou apenas pedras. Nada mais do que pedras!

As imagens estão disponíveis no canal UfoScandinavia no Youtube(vídeo de 15/06/2012):

Fonte do vídeo: supernaturalufo

Toda a mídia em cima e milhões de pessoas acreditando que as imagens do sonar mostravam realmente uma nave extraterrestre e resulta agora que são apenas pedras. As pessoasdeveriam cobrar esclarecimentos em relação ao que foi primeiramente divulgado nas imagens do sonar e suas conclusões á respeito do rastro no leito do mar e estas imagens.

Fonte: Caminho Alternativo

Tradução: Caminho Alternativo

“Tudo é altamente secreto agora a causa dos riscos, espero que todos vocês entendam, isto não é uma brincadeira. Mas a verdade se informará em breve”

Alguém pisou na bola quando subia documentos privados à página da equipe Ocean X. Disclose.tv descobriu hoje que uma simples busca no Google revela os documentos armazenados no site da equipe que sugerem com força que a anomalia do Mar Báltico não é mais do que um golpe publicitário para arrecadar dinheiro (presumivelmente para outros projetos dos caçadores de tesoros).

Este é um parágrafo traduzido de um dos documentos que se encontra na página da equipe Ocean X que o Google indexou e armazenou em cachê:

A equipe da Ocean X fará todo o possível para criar a publicidade do projeto do Círculo e assim atrair a atenção dos meios de comunicação considerável e valiosa, que pode ser utilizada na publicidade. Até agora, cerca de 700 milhões de telespectadores ao redor do mundo através de redes de transmissão de notícias, canais de Internet baseados em notícias não estão incluídos.

Visualização deste trecho no documento em html que está no idioma Sueco, utilize o Google Tradutor: link
O documento sugere também que o principal interesse da equipe na anomalia é a compensação monetária:

É o círculo algo que se pode salvar e que contêm valor monetário? Se o círculo é um recurso natural, a equipe da Ocean X não pode garantir uma compensação monetária já que está localizado dentro de uma zona econômica.

Uma vez mais, esta informação pode ser obtida através de uma simples busca no Google. Clique no link abaixo e veja os dois últimos resultados da busca do Google na página 9. O documento PDF indexado pelo Google contêm os cálculos da equipe de orçamento, e está em Inglês:

Download – project-budget-Titan.pdf

Link da pesquisa utilizada, os dois documentos acima são os dois últimos links desta pesquisa:https://www.google.com/search?q=site:oceanexplorer.se&hl=en&start=90

Fonte: Buscando la Verdad

Comentário do blog (Caminho Alternativo):

Óbviamente, para realizar a exploração no mar é necessario pessoal, equipamento e financiamento, sem dinheiro não há exploração. Então fica a dúvida se os dados contidos neste documento são apenas o levantamento do custo da expedição, o que é natural em qualquer projeto, ou se é uma jogada de marketing para arrecadar dinheiro para continuar com o negócio de recuperação de tesouros no fundo do oceano.

Outro detalhe no documento que me chamou a atenção, eles estão com um projeto de exploração de ovos Fabergé! Especificamente o quinto projeto no documento.

A equipe da Ocean X têm um projeto de encontrar três ovos Fabergé que foram contrabandeados em 1917 de São Petersburgo e que pode estar escondido em um naufrágio. O valor de um ovo de Fabergé hoje é de 50-200 milhões(dólares?). Este projeto não tem uma área de busca mais e mais pesquisa de arquivos deve ser feito no local na Rússia.

Lembrei que em 2009 lançaram um filme chamado “Jogo entre Ladrões” com o Antônio Banderas e Morgan Freeman justamente sobre um roubo de ovos Fabergé. Resulta que agora a equipe da Ocean Explorer quer colocar as mãos nos ovos e ainda diz onde começar a busca, na Rússia. Interessante.

Além desta curiosidade, eles pretendem iniciar uma grife de roupas da Ocean Explorer(sétimo projeto), entre outros como recuperar garrafas de conhaque e vinho de navios afundados.

Antes de julgá-los em relação aos interesses financeiros sobre explorações submarinas, devemos compreender que como qualquer negócio no sistema capitalista, para tudo existe um custo e se existe um grupo de pessoas com um barco, pessoal e equipamento, é necessário que encontrem objetos de algum valor para que possam negociá-los e assim obter um retorno monetário para poder arcar com os gastos que uma expedição exige. Isto é completamente natural.

O que não pode acontecer é usar a curiosidade de 700 milhões de pessoas para dar um golpe publicitário em cima de uma farsa montada para angariar dinheiro, atenção e patrocínio. Ai a coisa muda completamente de figura e se transforma numa fraude.

Fonte: Caminho Alternativo

Acabei de assistir o vídeo do programa mexicano Tercer Milênio sobre a Anomalia do Mar Báltico e vou postar aqui imagens do vídeo para que o leitor possa compreender o que foi encontrado no fundo do mar.

Para começar, o objeto foi encontrado pela equipe de exploradores submarinos Ocean Explorer em junho de 2011. Um ano depois, Maio/Junho de 2012,  a equipe volta ao local para tomar imagens do objeto que possui por volta de 60 metros de diâmetro. Caberia dentro desta área um Boeing 747.

O que os exploradores sabem é que se trata de “algo artificial“  e que caiu do céu. E como chegaram a esta conclusão?

Veja esta imagem:

O rastro deixado pelo objeto ao cair.

Note a marca deixada no leito do oceano pelo objeto. E é este enorme rastro que fez a equipe concluir que o que está no fundo do mar não é uma construção nem pedras. A pergunta é:

– Como um objeto caido do céu poderia deixar uma marca dessa e a água não encobri-la com o passar do tempo?

Resposta: Esse rastro não poderia estar lá, a água iria desfazer esse rastro. Conclusão, o objeto caiu muito antes de que existisse água naquela região.

Se esse objeto caiu antes de existir mar nesse local, então estamos falando de que época? A queda ocorreu então há milhares de anos, ou talvez, milhões de anos? Pois assim parece.

A equipe não só detectou em seu sonar esta primeira estrutura como também uma outra a 200 metros de distância da primeira:

Segundo objeto encontrado a 200 metros de distância do primeiro, apresentando o rastro do impacto.

E este segundo objeto possui, atenção! 180 metros de comprimento! Portanto, temos uma estrutura “circular” de aproximadamente 60 metros e mais uma outra de uns 180 metros de comprimento, some as duas medidas e teremos algo em torno de 240 metros de comprimento de ponta a ponta.

A conclusão deles é que esta segunda estrutura é parte da primeira e que foi separada durante a queda, impactou, quebrou e se assentou em terra seca. O tempo passou e a marca permaneceu.

As duas partes de um mesmo objeto que provávelmente explodiu, se separou no ar e cada parte impactou em terra seca.
Quando os rastros são alinhados se percebe que ambos objetos vieram de um mesmo ponto.

Curiosamente, o vídeo mostra o trailer de um filme chamado Sphere, de 1998, que narra a história do descobrimento de uma nave alienígena no Oceano Pacífico por uma equipe da inteligência dos EUA.

Filme Sphere, de 1998.

Como muitos devem saber, o establishment costuma usar a industria do cinema para entreter e desinformar as massas. Toda a nossa cultura e costumes atuais são aprendidos através da mídia, este é um dos meios principais que usam para que as massas pensem e se comportem como eles desejam.

Tendo isto em conta, devemos nos perguntar, por que nos últimos anos tivemos tantos filmes sobre invasões extraterrestres(sem falar nos de pandemias e desastres naturais)?

Pelo que parece, usaram o cinema para direcionar o pensamento dos humanos no sentido de que alienígenas são maus, querem roubar nossos recursos e destruir a nossa espécie. Características muito mais próximas aos humanos do que extraterrestres.

Todas as imagens postadas foram retiradas do vídeo, consequentemente, foram fornecidas pela Ocean Explorer. Portanto o que temos até o momento fornecido por eles nos diz que:

  • O objeto se partiu durante a queda, dividindo-se em dois pedaços.
  • O objeto impactou numa área onde há muitos séculos, ou milênios não existia mar.
  • O objeto possui uma parte circular e outra não.
  • O objeto é artificial.

Estes indícios indicam que a Ocean Explorer só poderá divulgar algo que não seja pedra, nem barco e nem formação natural, caso contrário eles não teriam ficado “assombrados” com o que viram, conforme postado em artigo anterior.

Vídeo do programa Tercer Milênio:

Aproveito para avisar que circula no Facebook da Ocean Explorer um anúncio sobre divulgação de imagens do objeto, dizem que será hoje 11/06/2012.

Pois é, se isto ocorrer, será mais um dia 11 que poderá mudar o rumo da humanidade, ou tudo pode terminar no maior fiasco criado por um grupo de exploradores de barcos afundados. Caso anunciem que se trata de um barco ou formação natural, invalidará todo o material que eles mesmos divulgaram na mídia e então centenas de pessoas se perguntarão o porquê de apresentarem os indícios acima citados.

Vale ressaltar que nao são apenas os blogueiros que estão acompanhando o caso, a mídia corporativa também está dando cobertura.

DailyMail fala sobre a descoberta de um objeto parecido com a Millenium Falcon no fundo do mar.

Yahoo noticia que os mergulhadores descerão para decifrar o mistério que existe no fundo do mar báltico.

CNN divulga a expedição da Ocean Explorer ao mar báltico para revelar o mistério.

Vamos acompanhar a divulgação da Ocean Explorer para ver se tudo não passa de marketing pessoal ou se há algo maior por trás disso.

Fonte: Caminho Alternativo