RELAÇÕES INTENSAS ENTRE CHINA E RÚSSIA

Publicado: 26/04/2012 em Falsa Política, Geral
Tags:,

 

Beijing, 26 abr (Prensa Latina) As relações entre China e Rússia somarão novos conteúdos com a visita oficial que desde hoje realiza o vice-primeiro ministro Li Keqiang ao vizinho país, a qual coincide com manobras navais conjuntas, consideradas mostra da amplitude destes vínculos.

Entre os objetivos dos encontros de Li com autoridades russas mencionam-se a consolidação dos vínculos bilaterais mediante acordos para uma maior cooperação em áreas como as finanças e energia, entre outras, explicaram hoje aqui à imprensa fontes oficiais.

Ao destacar a importância desta visita, primeira de um estadista chinês após as eleições do mês passado naquela nação, o vocero da chancelaria Liu Weimin assinalou que contribuirá também a ampliar a confiança e entendimento mútuos.

Nesta ocasião ambas as partes coordenarão ademais posições em temas internacionais de interesse comum, objetivo favorecido por pertencer os dois países a foros como o Grupo Brics, junto com Brasil, a Índia e África do Sul, e a Organização de Cooperação de Xangai (OCS)

Também essa última figura na agenda do vice-chefe de governo, que informará a seus anfitriões dos preparativos da cúpula que a China acolherá neste ano.

O programa de Lee na Rússia, até o próximo dia 30, faz parte de uma viagem que terá como escalas seguintes a Hungria, Bélgica e a sede da União Europeia, em Bruxelas.

Sua visita tem lugar quando forças das respectivas armadas realizam manobras no mar Amarelo para fortalecer a coordenação da associação estratégica entre ambos os países e contribuir à segurança e estabilidade regional, segundo se informou nesta capital.

China e Rússia efetuaram vários exercícios militares desde 2005 no marco da OCS, à que também pertencem Casaquistão, Quirguistão, Tajiquistão e Uzbequistão.

Das relações entre Moscou e Beijing se ressalta ademais a celebração do Ano do Turismo da Rússia na China ( 2012), iniciativa que será reciprocada pela outra parte em 2013.

No caso do comércio, as cifras ilustram o alcance das relações econômicas. O intercâmbio de bens e serviço elevou-se a 79 mil 250 milhões de dólares em 2011, com um aumento interanual de 42,7 por cento.

A meta é levá-lo a 100 bilhões de dólares para 2015 e duplicá-lo no seguinte quinquênio.

Fonte: Prensa Latina

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s